Pacto de Letícia: países amazônicos apoiam o fortalecimento da OTCA

out 8, 2021Biodiversidade, Conservação dos Recursos Naturais, Cúpula, Desenvolvimento sustentável, Notícias, OTCA, Povos indígenas

Os governos de seis países amazônicos apoiaram o fortalecimento da OTCA como ferramenta institucional para o trabalho na Região Amazônica durante a Terceira Cúpula do Pacto de Letícia pela Amazônia, que se realizou hoje (8/10), com a liderança do Presidente da Colômbia Iván Duque.

“Todos os países reunidos hoje estão apoiando o fortalecimento da OTCA como ferramenta institucional para o trabalho em campo, mas estamos igualmente apoiando as iniciativas do BID que permitem mobilizar recursos”, afirmou o governante colombiano, Iván Duque.

A Secretária-Geral da OTCA, Alexandra Moreira, que participou de maneira virtual, reafirmou seu compromisso com o desenvolvimento sustentável da Região Amazônica e assegurou que a OTCA é a instituição intergovernamental da região que trabalha a nível e com apoio dos 8 países amazônicos. “Consideramos que todas as ações para seu fortalecimento como mecanismo de cooperação e integração regional devem ser preservadas e cuidadas ao mais alto nível, e agradecemos nesse sentido o esforço dos países em ratificar seu compromisso pela Amazônia através desta Organização”.

Moreira também ressaltou as ações conjuntas para a gestão mais efetiva da biodiversidade e da floresta amazônica, bem como das funções e serviços ecossistêmicos, para o controle do desmatamento ilegal, implementação de sistemas agroflorestais, bioeconomia, entre outras ações.

Por sua vez, o Presidente do Equador, Guillermo Lasso, disse que é fundamental ter um trabalho coordenado com a OTCA para evitar a duplicidade de esforços e manter as prioridades de trabalho em benefício da Amazônia.

Além disso, o Vice-Presidente do Brasil, Hamilton Mourão, observou que a OTCA é uma organização consolidada e de longa trajetória de bons serviços à Região Amazônica com respaldo institucional e reconhecida capacidade técnica. Ele também acrescentou: “Um bioma com as proporções da Amazônia pode e deve oferecer oportunidades de prosperidade aos seus habitantes”.

O governante da Colômbia também garantiu o que está sendo buscado são bionegócios para o desenvolvimento baixo em carbono, acesso a capital para projetos, mitigação e adaptação e trabalhar de mãos dadas com as comunidades indígenas e as mulheres empreendedoras.

O evento que teve lugar na Reserva Natural Flor De Lótus (Letícia), contou também com a participação virtual dos presidentes da Guiana, Irfaan Ali, e do Surimane, Chan Santokhi, assim como o Ministro do Ambiente do Peru, Rubén Ramírez. Também intervieram a assessora para Alianças e Iniciativas Climáticas do Departamento de Estado dos EUA, Cristine Dragisic; o Presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Mauricio Claver-Carone, entre outros.

A importância do Pacto de Letícia

O Pacto de Leticia foi assinado em setembro de 2019 pela Colômbia, Bolívia, Equador, Brasil, Peru, Guiana e Suriname para fortalecer ações conjuntas e coordenadas para a preservação dos recursos naturais da Região Amazônica.

Os objetivos incluem: gerar respostas conjuntas aos desastres que podem ocorrer em qualquer país; fortalecer a ação regional para enfrentar o desmatamento, o corte seletivo e a exploração ilegal de minerais, e avançar na geração de conhecimento científico para tomar as melhores decisões para a proteção da Amazônia.

Etiquetas relacionadas ao post:

Le podría interesar…

Pin It on Pinterest

Compartilhar

Compartilhe esta publicação!

Shares